fbpx

Coronavírus – Quais os riscos em viajar de avião?

Coronavírus - Quais os riscos em viajar de avião?

Partilhar Artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Coronavírus  Quais os riscos em viajar de avião? As questões e dúvidas são muitas quando pensamos que temos que fazer aquela viagem.

Antes de qualquer outra informação queremos reforçar as medidas de higiene e de etiqueta respiratória para viajantes, dadas pela Direção Geral de Saúde (DGS) e apelar a todos para o cumprimento das mesmas.

Medidas de Higiene e etiqueta para reduzir a exposição e transmissão Covid 19

Coronavírus - Quais os riscos em viajar de avião
  • Lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos;
  • Reforçar a lavagem das mãos antes e após a preparação de alimentos, antes das refeições, após o uso da casa de banho e sempre que as mãos estejam sujas;
  • Usar, em alternativa, para higiene das mãos, uma solução à base de álcool;
  • Usar lenços de papel (de utilização única) para se assoar;
  • Deitar os lenços usados num caixote do lixo e lavar as mãos de seguida;
  • Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos;
  • Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias.

Regressou de uma área afetada com Covid 19

As pessoas regressadas de uma área afetada devem estar atentas ao surgimento de febre, tosse e eventual dificuldade respiratória. Se surgirem estes sintomas, não se devem deslocar aos serviços de saúde, mas ligar para o SNS24 – 808 24 24 24, e seguir as orientações que lhes forem dadas.

Por regra não se recomenda qualquer tipo de isolamento de pessoas sem sintomas.

Fomos consultar e reunir informação sobre a qualidade do ar nos aviões.

Qualidade do ar nos aviões

Quando pensamos em viajar de avião é comum pensarmos que podemos ficar doentes ou contrair um vírus porque os passageiros respiram um ar “velho”, que não é fresco e encontramo-nos todos no mesmo espaço físico e fechado.

Coronavírus - Quais os riscos em viajar de avião

Mas, na verdade, o ar de um avião pode muito bem ser, de melhor qualidade, do que o de um escritório, por exemplo — e quase certamente que é melhor do que o de um comboio ou o de uma carruagem de metro.

Embora possa haver mais pessoas por metro quadrado dentro de um avião cheio, o ar está a ser trocado de forma mais rápida.

Professor Qingyan Chen da Universidade de Purdue

O professor Qingyan Chen, da Universidade de Purdue, que estuda a qualidade do ar em diversos transportes de passageiros, estima que o ar de um avião seja completamente substituído a cada 2 a 3 minutos, comparado a uma taxa de 10 a 12 minutos num prédio com ar condicionado.

Isso ocorre porque, enquanto estamos num avião, o ar que respiramos é limpo por um instrumento chamado filtro de ar particulado de alta eficiência (Hepa (sigla em inglês) Hight Efficiency Particulate Air). Este sistema é capaz de capturar partículas menores do que aquelas que são capturadas pelos sistemas comuns de ar condicionado, incluindo vírus.

O filtro aspira ar fresco do lado de fora e mistura-o com o ar já existente na cabine, o que significa que em determinado momento metade do ar é fresco e a outra metade não. Muitos sistemas comuns de ar condicionado apenas voltam a fazer circular o mesmo ar para economizar energia. 

Esperamos que esta informação sobre o ar que circula no interior dos aviões tenha sido útil.

Desejamos todos viagens seguras!

Coronavírus quais os riscos em viajar de avião

Ficou com alguma dúvida?

anabela fonseca

Nós Entramos em Contato Consigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Registe a Nossa Newsletter

Recebe Novidades e Promoções

Mais Sugestões

Conteúdos Artigo

Tem Uma Ideia Diferente?

Fale Connosco Nós Realizamos A Sua Experiência

Viagens e Excursões
Precisa de Ajuda? Fale Connosco